Governo Provincial de Benguela

Perfil da Província

  1. Áreas

    Área total: 39.826,83 km2,

    Ocupa cerca de 3,19 % do território nacional.

    Limites

    Norte - Província do Kwanza-Sul,

    Leste - Província do Huambo,

    Sudeste - Províncias do Namibe e da Huíla,

    Oeste - Oceano Atlântico.

    População

    Estimada em 2,6 milhões de habitantes;

    Densidade populacional aproximada de 67,1 hab./km2;

    Estima-se que 68,6% da população está concentrada no litoral - municípios de Benguela, Lobito e Baía-Farta;

    Lobito - município mais populoso, cerca de 842.952,00 habitantes;

    Benguela - o segundo mais populoso, cerca de 747.000,00 habitantes.

    Clima

    O clima é bastante variável, quente e seco na faixa litoral e do tipo “mesotérmico” na faixa interior subplanáltica;

           A pluviosidade é moderada, com precipitação média anual de 268 mm.;

           A temperatura máxima aproximada de 35ºc, a média ronda aos 24,2ºc e a mínima cerca de 12,4ºc;

           A humidade relativa é de 79,0%.

    Relevos e Rios

    O território da província é uma complexa combinação de planaltos escalonados, cortados por vales e rios;

    A província é drenada por alguns cursos de água que se confinam em quatro bacias hidrográficas: Cubal, Hanha, Catumbela e Coporolo, que definem vales importantes para actividade agrícola na faixa litoral (Canjala, Hanha, Cavaco e Dombe-Grande).

    Divisão Administrativa

    A província compreende 10 municípios e 31 comunas;

    O Governo é presidido por um Governador Provincial coadjuvado por 3 vice – governadores;

    As Administrações são presididas por Administradores Municipais coadjuvados pelos respectivos Adjuntos;

    A estrutura orgânica da província comporta 4 Delegações Provinciais, 19 Direcções Provinciais e 17 Institutos Públicos.

    Principais Recursos 

    Os recursos naturais, nomeadamente florestais, pesqueiros, minerais, hídricos e outros, fizeram nascer no território da Província um expressivo sector da Indústria Alimentar, Ligeira, Pesada e de Transformação, que abrange o açúcar, o alcool e melaço, as conservas de frutas vegetais, a carne, o peixe, a farinha de milho e de trigo, as rações para animais, o óleo alimentar, as gorduras e sabão, as bebidas alcoólicas, fermentadas e espirituosas, a desfibra do sisal, têxteis e confecções, a madeira, os mobiliários, o papel, os calçados, o tabaco, a construção e reparação naval, o cimento, as cerâmicas, os mosaicos e mármores e uma vasta gama de outros produtos e serviços de apoio à indústria, sendo actualmente o segundo parque industrial de Angola.

    Agricultura

    As principais culturas são: a banana, o milho, o sorgo, a batata rena, a batata doce, o sisal, o algodão, o café, o palmar, o trigo, os abacaxis, o feijão, a mandioca, as hortícolas, os citrinos, a manga, o tabaco, a cana de açúcar e outras.

    No que toca a pecuária, a diversidade existente na província é umas das mais expressivas do País, tendo ocupado o quarto lugar na produção pecuária.

    Pesca

    Sal

    A Produção de Sal Bruto em 2010 foi de 35.000 Ton, contra 34.000 Ton em 2009.

    A Produção de Sal Iodizado em 2010 foi de 30.000 Ton, contra 22.000 Ton em 2009.

    Peixe

    A captura de Peixe em 2010 foi de cerca 60.000 Ton, contra 50.000 ton do ano de 2009.

    Em regime experimental desde 2010 está a produção de farinha e óleo de peixe com uma produção de 6 – 8 Ton/dia.

Galeria de Imagens